Internauta fez um post em seu perfil reconhecendo que faltou com a verdade na divulgação de informações sobre o situação da covid-19.

Ascom Prefeitura/Ederson Bones

Em tempos de fake news, quando tramita no Congresso Nacional projeto para impedir a disseminação de notícias falsas pela internet (PL 2630/2020), Mato Grosso teve um internauta interpelado judicialmente por cometer ofensas e publicar informações caluniosas contra a Prefeitura. O caso ocorreu em Lucas do Rio Verde (distante 330 km de Cuiabá) e, nesta terça-feira (15.09), Ivan Gonçalves fez um post em seu perfil reconhecendo, por meio de uma retratação pública, que faltou com a verdade na divulgação de informações sobre o situação da covid-19 via Facebook e Instagram.

De acordo com o procurador-geral do município de Lucas do Rio Verde, Heitor Marquezi, ações como essa não só depreciam a imagem do Executivo como promovem pânico desnecessário na população que já sofre os reflexos da pandemia.

 

“Desde o início do surto da covid-19, há uma grande preocupação sobre a doença que se espalhou rapidamente em várias regiões do mundo, com diferentes impactos, não havendo planos estratégicos prontos para serem aplicados a uma pandemia desta gravidade. Nós aqui de Lucas tomamos várias medidas justamente para assegurar à população o direito à saúde e a segurança necessária para passar pela pandemia. Esta municipalidade sempre prezou pela transparência de seus atos, concedendo um atendimento ambulatorial e hospitalar digno à sociedade, de forma a fazer valer dos princípios que regem a administração pública. Produzir mentiras em redes sociais com conteúdo intencionalmente enganoso e/ou falso é crime e causa pânico na sociedade” declarou Heitor Marquezi.

 

O secretário de Saúde municipal, tenente Rafael Bespalez, ressaltou que é obrigação constitucional do Poder Público dar publicidade às ações da administração pública e garantir o acesso de todos à informação.

 

“Nosso município vem tomando diversas medidas de enfrentamento ao coronavírus, entre elas, a publicação de mídias e impressão de panfletos com a finalidade de orientar, conscientizar a população sobre o contágio e como prevenir-se da doença, quais são os sintomas e as medidas que devem ser tomadas. Lamentável que alguns cidadãos ao invés de contribuírem com a ordem pública, ajudam a disseminar o pavor e gerar o caos social através de publicações mentirosas”, expôs.

 

Em Lucas

 

O município construiu 10 novos leitos de cuidados intensivos no Hospital São Lucas, custeados unicamente pela Prefeitura. Disponibilizou 22 leitos de enfermaria exclusivos para a covid-19; comprou respiradores para o PAM (três unidades de atendimento exclusivas); garantiu fornecimento do kit-covid; contratou novos agentes de saúde; garantiu cestas-básicas para as famílias dos alunos matriculados; proibiu o corte no fornecimento de água entre outras medidas.

Print Ivan Gonçalves Retratação

“Internauta foi acionado na Justiça por ter postado notícia falsa e fez retratação”

Por: pnbonline