O valor economizado será investido em áreas essenciais.

O prefeito, Luiz Biniotti, vetou o Projeto de Lei Nº 06/2020, proposto pela mesa diretora da Câmara de Vereadores, referente a Revisão Geral Anual (RGA) de 3,3% que seriam destinados a prefeito e secretários. O reajuste seria referente ao acumulo da inflação dos últimos 12 meses, que é medido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A decisão foi tomada pelo prefeito, tendo em vista o atual momento de pandemia. “Decidi vetar o reajuste para o cargo de prefeito e secretários, pois acredito que é preciso abrir mão em favor da população. Muitas pessoas estão passando por momentos muito difíceis e nosso papel é mostrar o exemplo, não seria justo com todos”, afirma o prefeito Luiz Binotti.

O valor economizado será investido em áreas essenciais. “Serão economizados cerca de R$ 6 mil reais por mês. A administração está preocupada com a pandemia e não sabemos até quando vai, por isso estamos executando várias medidas e essa é uma delas, esse valor fará diferença neste momento e quando tudo isso passar vamos voltar sem perdas e com força total”, afirma o direto de Desenvolvimento Sustentável, Zeca Picolo.

O veto não se aplica aos servidores, sendo uma forma de garantir a eles as perdas referentes a inflação. O RGA não é um aumento salarial, mas um direito previsto em lei.

Daniela Meinerz