Ministro mato-grossense devolve pensão a Frederico Campos

(Foto: Marcus Mesquita)

Nesta última quarta-feira (30), foi devolvido pensão, no valor de R$ 24 mil, ao ex-governador e ex-prefeito de Cuiabá, Frederico Campos, pelo ministro mato-grossense, do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes.

Mendes acolheu reclamação com pedido de liminar para que Campos receba integralmente seu benefício, que desde julho estava parcialmente suspenso. Em trecho da decisão, o ministro defere a liminar até a decisão final da presente reclamação.

Por indicação do ex-presidente, general Ernesto Geisel, Frederico Campos foi governador de Mato Grosso entre os anos de 1979 e 1983, durante o regime militar. Também prefeito da capital por dois mandatos, um deles, igualmente, no período da ditadura. Sobrinho do General Dilermando Gomes Monteiro, Frederico Campos foi nomeado prefeito de Cuiabá pelo governador Pedro Pedrossian tendo cumprido o mandato entre 1967 e 1969. O outro no período de 1989 e 1992, após derrotar Roberto França, então deputado estadual.

No dia 30 de setembro, em decisão publicada no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), a juíza Célia Vidotti, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular, determinou a penhora de 30%, em torno de R$ 9 mil, de seus benefícios, em tor de R$ 30 mil. Como o ex-gestor estadual também recebe uma aposentadoria da cidade de Cubatão (SP), a magistrada, na época, determinou que o município fosse comunicado. As duas penhoras atendem a um pedido do Ministério Público do Estado (MPE).

Campos, em 2015, foi condenado a devolver aos cofres públicos R$ 3,7 milhões, referente à uma multa por condenação de 1990, por doar passagens aéreas e terrestres durante a campanha eleitoral, quando ainda comandava o Palácio Alencastro.

Fonte: O Bom da Notícia

Diga o que você achou desta matéria

Please enter your comment!
Nome

*

code